Engana-se quem pensa que uma construção só começa com a obra em si, pois é preciso que haja um planejamento meticuloso por trás do edifício.

Afinal, faz-se necessário estudar o terreno onde a edificação será erguida, providenciar todo o necessário em termos de materiais de construção e mão de obra e regularizá-la junto ao poder público.

Do contrário, pode haver sérios problemas com o projeto mais adiante.

Felizmente, cumprir as etapas prévias necessárias em uma construção não é algo impossível, pois basta fazer uma lista de todos os procedimentos a serem realizados, bem como delegá-los a um profissional competente para tal, e acompanhar o seu andamento.

Confira alguns dos planejamentos dessa fase a seguir.

Consultoria ambiental

Assim como todas as atividades econômicas, a construção civil gera um certo impacto ambiental. Por mais que isso seja inerente ao setor, isso não significa que tal impacto não possa ser minimizado.

Na verdade, isso deve acontecer. Com a conscientização a respeito da sustentabilidade tem aumentado substancialmente dentro da sociedade, o mercado consumidor tem exigido uma postura cada vez mais ecológica das empresas.

A boa notícia é que, por conta da alta procura por tais serviços, não é difícil encontrar uma consultoria ambiental Campinas ou em qualquer outra cidade.

No caso do segmento da construção, isso significa que é necessário investir em uma consultoria ambiental antes e durante o andamento da obra.

Realizada por um engenheiro ambiental, esse serviço tem como objetivo proporcionar insighs para que os trabalhos sejam mais sustentáveis, em relação aos aspectos como a gestão de resíduos e a escolha de materiais.

Entretanto, o trabalho desse profissional não se limita a isso. Seu ofício também inclui o assessoramento a respeito do uso de energias renováveis, como a solar e a eólica.

Portanto, caso o objetivo seja fazer com que a edificação fique mais ecológica quando já estiver concluída, o trabalho do engenheiro ambiental será ainda mais extenso.

Elaboração do projeto

Não é preciso ser especialista em construção civil para saber que o projeto arquitetonico é um dos elementos mais importantes de qualquer obra.

Afinal, trata-se do documento que inclui todas as diretrizes a respeito da execução dos trabalhos, bem como uma previsão de como a edificação ficará quando finalizada.

Contudo, nem todos consideram que a estrutura do imóvel em si não é o único fator que tem que ser projetado. Todas as instalações nele presentes também precisam ser devidamente planejadas.

Na prática, isso significa que também é necessário elaborar um projeto hidráulico residencial para as tubulações.

Assim como uma versão para as instalações elétricas, de modo que a distribuição tanto da água quanto da eletricidade seja eficiente e segura.

Vale ressaltar que, por mais que cada planificação seja feita por um profissional diferente, todas elas devem ser integradas e harmônicas.

Quando a elaboração de um projeto casa ou de um imóvel comercial é feita dessa maneira, evita-se contratempos e atrasos nas etapas posteriores da construção.

Planejamento do controle de resíduos

Da mesma maneira, leigos no assunto também sabem que é preciso comprar materiais de construção de boa qualidade e em quantidade adequada para executar toda e qualquer obra.

Portanto, o planejamento das aquisições também tem que ser feito antes de a construção começar, quando o projeto estiver concluído.

Entretanto, nem todas as pessoas consideram que, por mais que a ideia seja minimizar o desperdício, ele sempre acontece.

Assim, há uma geração de resíduos que têm que ser administrados e descartados corretamente, sob a pena de sofrer sanções do poder público, como multas.

Logo, antes mesmo de o primeiro tijolo ser assentado, é preciso que o gestor do empreendimento saiba como fazer o descarte dos distritos.

No caso de alguns municípios, por exemplo, é possível contar com um depósito de areia e brita públicos, que concentram o descarte de tais substâncias visando a redução do impacto ambiental.

Para saber o que a localidade em questão oferece, é preciso informar-se junto ao órgão responsável por isso.

Regularização junto ao poder público

Além de estabelecer normas para o descarte de resíduos, todos os municípios têm leis a respeito do zoneamento e do uso do solo.

Na prática, elas limitam as características das construções de certas regiões, bem como a parcela do terreno que pode ser impermeabilizada.

Portanto, é preciso que, desde o início dos trabalhos, a equipe se ocupe do licenciamento do projeto, observando as normas e providenciando as vistorias necessárias.

Veja mais sobre os detalhes iniciais de uma obra

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>