Existem basicamente dois tipos de reforma em uma casa: a reforma de transformação e a de mudanças.

A reforma de transformação, como o nome sugere, implica em modificações profundas ou em uma grande quantidade de pequenas modificações na casa.

Nesse tipo de reforma, o ambiente se transforma completamente, o estilo decorativo pode mudar, a sensação é que se está em uma casa diferente.

Alguns exemplos de reformas de transformação são as mudanças estruturais (ampliar um cômodo, criar um cômodo novo, transformar dois cômodos em um, adicionar um andar à casa, adicionar um mezanino etc).

A reforma de mudanças  é mais simples, demanda menos tempo e menos recursos. É uma reforma que pode não ter tanto impacto visual, buscando apenas substituir itens desgastados ou danificados.

As mudanças decorativas acontecem, mas não possuem a força para modificar a estética de todo o ambiente. Neste artigo, é esse o tipo de reforma que será abordado, com as melhores dicas e informações para a sua casa.

Revestimento de piso

A madeira é um dos materiais de construção mais antigos, usada pela humanidade desde a Antiguidade. Mesmo assim, ela continua moderna e presente na maior parte dos projetos de arquitetura.

A madeira se encaixa no estilo moderno, no clássico, no rústico, no minimalista, enfim, tudo depende de sua cor e textura e do modo como é utilizada. Um dos itens mais valorizados é o revestimento de piso.

No entanto, a madeira é um material muito caro e que não resiste à umidade sem cuidados constantes, o que leva muitas pessoas a escolher um revestimento de piso vinilico.

Esse tipo de piso imita a madeira, mas é feito de PVC.

As vantagens que ele oferece são:

  • Ótimo desempenho acústico;
  • Ótimo desempenho térmico;
  • Material hipoalérgico;
  • Fácil de limpar;
  • Fácil instalação;
  • Custo baixo.

A madeira também oferece conforto termoacústico, no entanto ela pode manchar com a água e precisa de mais cuidados de limpeza para manter sua viçosidade. A

fácil instalação se deve ao fato de que ele pode ser colocado sobre outro piso, desde que esteja nivelado. Quando se desejar outro tipo de revestimento, a reforma também será rápida, basta retirar o piso vinílico.

Os pisos vinilicos  duram em média 15 anos, um tempo menor do que a estimativa de vida útil para a madeira, que é um dos materiais mais duráveis que existem.

No entanto, o seu baixo custo compensa essa desvantagem, pois aplicar o piso vinílico algumas vezes ainda é mais barato do que aplicar a madeira.

Revestimento de parede

O PVC também pode ser utilizado para revestir as paredes, é um dos tipos de papel de parede disponíveis no mercado.

Além do PVC, existem papéis tradicionais, feitos de celulose, papéis de TNT (Tecido Não Tecido) e também tipos menos comuns, como o revestimento de parede com relevo (de aparência fofa).

O papel de parede é muito usado em quartos infantis, pois ele protege a parede contra possíveis acidentes que tendem a acontecer mais com as crianças – como manchas de alimento e de bebidas, riscos com giz de cera, caneta e lápis, dentre outros.

Além disso, quando sua cobertura é acetinada, o papel de parede impede o acúmulo de poeira.

No entanto, o papel na parede apresenta muito mais vantagens além dessas.

Ele é de fácil aplicação, pode ser lavado sem que estrague (dependendo do tipo escolhido), é durável, dentre outros benefícios.

Ultimamente, surgiram algumas novidades como o papel de parede adesivo. Com a aplicação ainda mais facilitada e aparência de papel de parede tradicional, com um custo baixo e uma incrível variedade de estampas.

Uma curiosidade é que esse material surgiu na China há cerca de 200 anos, produzido com papel de arroz (muito comum naquela região) completamente branco, sem qualquer decoração.

Com o passar do tempo, esse papel de parede começou a ser pintado à mão e, então, com carimbos embebidos em tinta. No Brasil, o papel de parede chegou com os europeus, no século XIX.

Por fim, percebe-se que o PVC é um material com muitas vantagens na área de casa e decoração. Há algum tempo, era visto como apenas um material para o sistema hidráulico, formando canos e conexões.

No entanto, seu uso se expandiu e ficou evidente que era uma das soluções mais inteligentes para a construção civil em geral.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>