Escolher o piso de um ambiente não está relacionado apenas com fatores estéticos, afinal, dependendo do local, é preciso considerar diferentes aspectos, tais como a resistência e manutenções necessárias. Afinal, são questões decisivas para o custo-benefício obtido com a instalação do piso.

Comumente em ambientes comerciais há um fluxo constante de pessoas e por isso que opções funcionais, como o carpete para escritório podem ser favoráveis.

Entre as principais características desse tipo de piso, é importante observar:

  • Necessidade de manutenção periódica;
  • Proporciona conforto térmico;
  • Diversidade de modelos;
  • Ameniza barulhos de passos.

Além disso, diversos modelos não tornam necessária a remoção do piso antigo para viabilizar a instalação, uma vez que podem ser montados com certa facilidade em módulos de encaixe.

Há empresas que buscam o carpete justamente pela sensação que vários modelos transmitem de um ambiente clássico.

No entanto, hoje em dia, é possível encontrar uma ampla diversidade de tecnologias de instalação, texturas e cores que viabilizam atender necessidades divergentes.

De forma geral, os carpetes podem ser encontrados em placas ou em rolos, mas ao procurar por esse tipo de piso, é essencial se ater às especificações apresentadas, principalmente para que o modelo atenda às particularidades de cada projeto no ambiente comercial.

Os materiais predominantemente aplicados para a fabricação consistem no polipropileno e na poliamida.

Por mais que seja versátil, alguns elementos de decoração podem não combinar com o carpete, como o tapete para sala, principalmente pela semelhança entre os itens. Sendo assim, é válido refletir sobre toda a composição do espaço.

Aspectos dos pisos de madeira

O piso de madeira também é uma opção visada para ambientes comerciais, assim como no caso dos carpetes, é possível encontrar diversas versões, como maciço, multistrato, multiestruturado e deck.

O primeiro caso é composto por réguas completamente de madeira maciça, enquanto o multistrato é constituído por pequenas réguas cruzadas de madeira maciça selecionadas de acordo com a tonalidade.

Já o multiestruturado corresponde a lâminas torneadas de madeiras de reflorestamento e tropicais, que são cruzadas para constituir a base.

O revestimento do piso conta com uma capa de madeira nobre e camadas de verniz, conferindo assim grande resistência.

O deck pode ser maciço e é ideal para locais externos, pois recebe tratamento reforçado contra o apodrecimento.

O mais vantajoso nesse contexto é a possibilidade de recuperar piso de madeira, evitando assim a substituição total do piso.

No entanto, é preciso averiguar o estado, pois caso já tenha passado por processos de recuperação, pode não ser mais viável. Isso se deve ao fato de que o método conta com a raspagem e quando realizada diversas vezes, pode resultar em beiradas fragilizadas.

Basicamente, a primeira etapa consiste em um processo que recebe o nome de desengrosso, no qual a resina antiga é removida e o piso é nivelado.

Posteriormente, outras lixas são aplicadas para o polimento e o acabamento é efetuado com resina para conferir brilho ao piso, deixando-o assim com aspecto de novo.

Ainda mais, é válido citar que o contra piso jamais deve ser negligenciado, uma vez que exige cuidados tanto na instalação do piso novo, quanto na recuperação, principalmente no que diz respeito a impermeabilização, uma vez que problemas relacionados a esse fator podem causar prejuízos severos pelo grau de acometimento da estrutura.

As vantagens da chapa antiderrapante

Diferentes tipos de chapas podem apresentar a característica antiderrapante, porém, ao citar pisos, é importante abordar a chapa xadrez, que é uma das variações entre os modelos de chapa de aço carbono e chapas galvanizadas. Os relevos presentes neste item são originados de métodos de laminação ou de estampagem.

É válido abordar que não se trata apenas de uma chapa antiderrapante, como também um item de grande resistência a corrosão e impactos.

Há possibilidade de encontrar modelos em diferentes dimensões, por exemplo, nas espessuras de 3,00 mm a 9,50 mm e com largura de 1.200 mm a 1.500 mm.

Além das chapas que podem conferir maior segurança para as edificações, conforme apresentado ao longo do texto, há grande diversidade no que diz respeito aos pisos.

Por esse motivo, é crucial adquirir com cautela e na dúvida, sempre recorrer a um suporte profissional. Afinal, com a escolha certa, será possível ter uma instalação que apresenta não apenas beleza, como também durabilidade.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>