O piso de concreto é conhecido por sua resistência e durabilidade, além de deixar um ótimo acabamento ao ambiente em que é utilizado.

A principal característica que torna esse piso diferenciado é o fato de poder ser utilizado em ambientes internos tanto quanto em ambientes externos.

Confira a seguir algumas curiosidades sobre esse modelo de piso assim como suas principais características e os locais em que costuma ser mais utilizado.

Os materiais principais que são usados para fazer o piso de concreto para calçada preço são a pedra brita limpa e a areia.

Ao contrário do que muitos pensam, em sua composição não estão presentes barro, argila ou materiais orgânicos, como no caso de folhas e raízes.

Para isso, o cimento deve conter boa qualidade e a água deve ser limpa. A partir disso, basta que os misture de maneira similar a uma receita.

Ou seja, muito de um “ingrediente” ou pouco de outro pode fazer com que seu resultado final acabe sendo prejudicado. Isso quer dizer que, no caso de muita água ser adicionada, por exemplo, a mistura tende a perder sua consistência e junto dela a resistência pode acabar também sendo afetada.

Enquanto a falta da mesma pode deixar o concreto muito seco e grosso, o que resulta em buracos no piso de concreto para calçada.

Vantagens em utilizar o piso de concreto

Esse tipo de piso possui diversas vantagens que vão desde sua resistência até seu baixo custo. Sua resistência é constituída pela mistura do cimento, que após seco acaba se tornando uma densa camada que virá a ser o piso em si.

Essa camada costuma possuir cerca de 30 mm de espessura, o que acaba o tornando mais resistente ainda, além de o concreto ser um material muito durável e possuir um custo mais acessível, já que seus materiais possuem baixo custo.

Após a instalação ser concluída, sua limpeza é feita de maneira bem fácil e simples, já que para tal se faz necessário apenas o uso de sabão e água.

Deixando de lado o uso de produtos de limpeza pesada que possam conter abrasivos, recomenda-se que a aplicação de verniz ou cera líquida seja feita a cada cinco meses para que o piso tenha um acabamento com mais brilho.

Além de deixar o ambiente com uma sensação de amplitude e maior iluminação, ele pode também ser instalado em diferentes ambientes, possuindo cores neutras e podendo ainda receber textura ou tingimento.

Tipos de piso e suas características

Em ambientes externos é possível encontrar pisos menos lisos e mais resistentes, enquanto nos ambientes internos é mais comum se deparar com diferentes tipos e cores do mesmo, sendo em sua maioria mais lisos e mais bem acabados, podendo receber camadas de resina epóxi ou tintas que dão um brilho diferenciado ao mesmo.

Dentre os mais comuns em ambientes externos, encontra-se o piso de concreto armado, que é constituído por ferragens passivas.

Ou seja, enquanto no concreto comum adiciona-se vigas de aço armadas no chão ou em outros locais como viadutos e obras que que necessitam de uma maior proteção, o que é produzido por meio de ferragens ativas pode ser chamado também de concreto protendido.

A resistência desses modelos variam conforme a dosagem de seus materiais e a proporção de cada um deles.

Um outro tipo de piso bastante utilizado em ambientes externos como calçadas de concreto é o piso de concreto intertravado, que também pode ser conhecido coo paralelepípedo ou bloquete, sendo comumente utilizados em pavimentações, são concedidos em formas.

E após sua formação, passam a ser moldados como uma espécie de quebra-cabeça. Se tratando dos ambientes internos, os pisos tendem a ser mais lisos, recebendo então um polimento de piso de concreto e o nome de piso de concreto polido, sendo mais usados em ambientes como:

  • Galpões
  • Fábricas
  • Indústrias
  • Quadras poliesportivas

Para ambientes caseiros, o modelo mais indicado é o piso de concreto queimado, que possui um visual um pouco mais rústico por conta de sua característica “queimada”.

Entretanto, apesar de seu nome, não possui nenhuma relação com fogo.

O piso acaba recebendo esse nome por conta de um processo que é realizado ainda com ele mole e úmido, onde joga-se pó de cimento por cima dele, espalhando-o de modo que fique bem lido e com o auxílio de uma desempenadeira de aço para que o mesmo seja nivelado e fique extremamente liso depois de seco.

Esse modelo pode ou não receber coloração, que é feita basicamente a partir do mesmo processo, porém o cimento passa a receber tingimento, o que acaba dando mais cor à ele.

O piso tingido, por sua vez, recebe uma camada de resina epóxi metalizada, ou até mesmo é constituído por meio de um processo de marmorização, que dá um ótimo acabamento ao piso e ao ambiente.

Porém necessita de alguns cuidados no momento de ser feita a limpeza sobre ele, afim de evitar o uso de água em sua superfície, devido ao fato de que ele acabará ficando muito escorregadio.

Por ser um piso extremamente liso, um pano úmido já é o suficiente para sua limpeza, seguindo de um enceramento líquido afim de dar brilho e polimento de piso de concreto seco ao piso.

Por não possuir fendas ou rejuntes em sua superfície, a chance de acumular sujeira acaba sendo muito pequena, o que o torna uma excelente escolha para diversos ambientes, principalmente para o interior de residências.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>